Vantagens Sociais

Aos três meses, idade com que normalmente se inicia a AMA, os bebés ainda não perderam a noção do meio líquido no qual viveram durante nove meses, pelo que se torna mais fácil trabalhar dentro de água sem que tenham a sensação de medo. Até esta idade, o bebé teve poucos contactos sociais para além da família e de amigos, pelo que a natação assume aqui um papel social muito importante, pois é o primeiro contacto social do bebé fora do ciclo referido. O contacto com outros pais e bebés, faz com que estes ganhem novas amizades.
 
O facto dos bebés passarem a maior parte do tempo a brincar com os pais ou ao seu colo, contribuirá uma vez mais para reforçar a relação pais–filho.

 

Vantagens Psicomotoras

A água é um meio que faculta ao bebé a sensação de perda de gravidade, ao mesmo tempo que lhe permite uma enorme variedade de novos movimentos, que não lhe seriam possíveis fora de água, proporcionando-lhe assim uma série de novas experiências locomotoras.

Estas experiências são ainda mais importantes, uma vez que passará dentro de água pelas sensações de locomoção na vertical e na horizontal, mesmo antes de começar a dar os primeiros passos. Dentro de água o bebé pode ainda experimentar todos os tipos de locomoção possíveis, sendo este um dos principais objectivos da AMA, ou seja, dar ao bebé novas sensações e novas experiências de locomoção.

Ao experimentar todo um conjunto de novas sensações e experiências locomotoras, o bebé desenvolve a sua motricidade, estando assim mais apto a movimentar-se, quer fora quer dentro de água.

 

Vantagens Fisiológicas

O bebé para além do colo dos pais e do professor, poucos apoios encontrará na piscina, tendo por isso de estar em constante movimento para se manter ao cimo de água, o que para um bebé de alguns meses apenas, exige esforço extra da sua parte.

Assim os seus músculos têm um melhor desenvolvimento, comparados com os de um bebé que não pratique natação. O bebé torna-se assim mais capaz para realizar tarefas que exijam maior esforço, facilitando-lhe a aprendizagem e dando-lhe uma maior confiança.

Por outro lado também o aparelho cárdio-respiratório terá um desenvolvimento significativo, devendo-se o mesmo a uma maior exigência a nível respiratório, muito devido às constantes solicitações de apeneia e controlo da respiração.
O bebé irá consumir mais energia do que é normal, pelo que irá ter um sono mais tranquilo e mais fácil e também irá comer melhor.

Cedo, o bebé vai-se habituando a mudanças de temperatura, diferenças essas que não põe em causa a sua saúde, antes pelo contrário fortalecem o seu sistema imunológico, pois forçam a criação de uma maior quantidade de anticorpos, que os tornarão mais resistente a algumas doenças como a constipação.

Refira-se no entanto que a natação não é uma cura, mas sim uma prevenção.
 


Vantagens Psicológicas

Uma vez que o bebé começa a dominar um meio que não lhe é natural, irá desenvolver uma autoconfiança que se reflectirá nas suas acções fora da piscina, onde irá revelar uma maior confiança e facilidade na sua execução.

Sendo que nesta fase os bebés são muito agarrados aos pais! A introdução de uma nova pessoa, o professor, a par das primeiras conquistas dentro de água, vai fazer com que os bebés ganhem o seu primeiro tipo de independência relativamente aos pais, desenvolvendo desta forma uma maior estabilidade emocional.

Com todas as novas experiências, o bebé vai começar a ganhar a noção das suas possibilidades e limitações, uma vez que começa a ter noção do que pode fazer, quer em termos de locomoção quer em termos das restantes capacidades físicas.

Voltar

Support by: casadapagina.com